Meu animalzinho de estimação

Nós sempre idealizamos uma família com filhos e animais de estimação brincando em um grande quintal. Amamos cachorros e a infância de ambos foi marcada por passagens dos melhores amigos cães. A vida, no entanto, nem sempre leva em conta o que queremos e, por obra do destino e outros fatores, viemos morar em apartamento.

Somos muito felizes com nosso cantinho, pela segurança e principalmente por ser aqui o nosso lar. Mas, sentimos falta de espaço para criar um animalzinho como companhia para a Laura.

Minha história

Em 2001, quando eu tinha 11 anos de idade (o tempo voa), eu e a minha irmã Letícia ganhamos dois lindos filhotinhos de vira-lata (SRD – Sem Raça Definida). Sheike e Xena foram os nomes que escolhemos para eles. Era muito amor por aqueles bichinhos que cabiam numa caixa de sapatos. Eles foram crescendo e se tornaram o xodó da nossa família.

O Sheike ficou com a gente até 2015. Já estava velho o senhor Sheike. Era tão doce o meu amigo/irmão. Costumávamos brincar que dos filhos da minha mãe o Sheike era o mais paparicado. Comia comida especial e antes de todo mundo rsrs.

Escolha

Eu respeito quem decide criar cachorro em apartamento, mas eu acho tão difícil conseguir manter um bichinho preso numa “caixa” com a gente e sem contar que para manter limpo deve dar um trabalhão. Enfim, nós não encaramos o desafio de criar um pet no AP, mas resolvemos abrir um espaço aqui no NVCL para dedicar o nosso amor a esses amigões incondicionais.

O amor de alguns pelos bichos é tão grande que eles passam na verdade a integrar realmente a família e serem tratados como filhos. Então, se prepare que lá vem histórias das boas, daquelas para dar risada e se emocionar. É a nova tag, Pais de PET.

 

Jornalista que desde sempre ama livros, desenhos e vê o mundo de forma lúdica. Se sente completa por ser mãe da Laura e sua missão é fazer sua pequena feliz!

2 thoughts on “Meu animalzinho de estimação

  1. Compartilho desse amor e do pensamento sobre a criação de bichinhos em apartamento. À procura de uma boa solução para meu cãozinho Tuky. Não queremos nos separar do nosso amigo, membro da família, mas achamos injusto mantê-lo numa “caixa”.

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados *