Coração na mão

Me afasto um pouco para contemplar o nosso amor. Quero olhar pelos olhos de um expectador, simplesmente para ver, o que é impossível de entender.

Esse elo que nos une é imortal, atemporal. Desde muito antes de você ser concebida, eu já sonhava com você.

Suas mãozinhas, seus cabelos, seus penetrantes olhos… Tudo em você me afeta de tal maneira que é impossível descrever.

Daí, eu me aproximo, e inspiro. O ar que sai de você, é meu. Seu respirar é a extensão do meu.

Então chego a conclusão de que Deus me ouviu e atendeu às minhas mais sinceras orações, em que pedia para sentir o amor dEle por meu próximo.

Ele fez muito mais. Olhou para mim, certamente, e disse: vou te fazer sentir o meu amor e a minha dor por vocês. Porque é um lindo amor, contudo, daqueles que prende o fôlego por apenas imaginar perder.

Não há nada mais literal do que ter um filho e viver com o coração na mão.

 

P.S. Da mamãe, para a Laura ler.

 

Jornalista que desde sempre ama livros, desenhos e vê o mundo de forma lúdica. Se sente completa por ser mãe da Laura e sua missão é fazer sua pequena feliz!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados *