Bebê irritada

A Laura está com 2 meses e 6 dias e eu nunca a vi tão irritada como hoje. Pela manhã ela só queria ficar no colo, até aí tudo bem, a mamãe não nega colo e aconchego para essa bebê fofa.

Agora na parte da tarde foi um chororô e eu fiquei muito preocupada porque foi um choro sofrido. Nenhuma posição resolvia. Dei um banho quente que geralmente a acalma, mas  mesmo assim depois de um tempinho ela voltou a chorar. Fiz massagem para aliviar possíveis gases e nada, ela estava irredutível. Chorou até dormir, tadinha.

Quando acordou tentei fazer massagem mas aí que ela chorava. Depois de um tempinho adormeceu de novo e agora está aqui no meu colo em posição fetal. Basta eu mexer que ela dá um chorinho de reclamação.

É angustiante essa situação porque a gente realmente não sabe o que fazer. Eu ia leva-la para tomar as vacinas mas desisti. Parece que ela adivinhou.

Agora estou assistindo uns vídeos na internet, buscando informações para ver se me ajudam um pouco. Encontrei o canal da pediatra Luciana Herrero e ela fala de assuntos super pertinentes sobre os recém-nascidos, como amamentação e os mitos que o cercam, como desvenda o mito de que amamentar deitada é perigoso; se a alimentação da mãe pode dar cólica no bebê.

Assisti ainda sobre como apreender identificar os choros do bebê… Eu acredito que a mãe começa a ter a compreensão sobre cada choro do bebê instintivamente. Justamente por isso fiquei preocupada hoje porque sei que há algo errado com ela.
Se persistir essa irritação, provavelmente vou leva-la ao pronto socorro porque pode ser algo sério como dor no ouvidinho por exemplo. Bom, quis compartilhar isso aqui no blog porque sei que isso acontece com quase todas as mães de primeira viagem.

Outros canais que sigo no youtube e sempre trazem informações interessantes sobre o universo dos bebês é o da Flávia Calina, e o canal Meu bebê.

Jornalista que desde sempre ama livros, desenhos e vê o mundo de forma lúdica. Se sente completa por ser mãe da Laura e sua missão é fazer sua pequena feliz!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados *