Adeus vovó Sinharinha

13585128_1037450216331222_2376319222922525337_oDespedir-se… A gente nunca sabe quando será a última despedida. A morte é cruel porque ela é abrupta, geralmente não avisa, não dá o tempo necessário para despedidas. Sempre fica algo que queríamos ter dito, perguntado.

Na nossa última visita à minha avó Sinharinha, eu orei e agradeci à Deus por aquele momento e pedi “só mais um pouco, por favor”. Não porque eu estava prevendo que ela partiria, ou algo assim. Na verdade, era o medo que sempre carreguei de perder as pessoas que eu amo. O tempo com elas nunca será suficiente.

Mas meu coração transborda gratidão à Deus por minha vó Sinharinha ter conhecido sua bisnetinha. Eu lembro que, mesmo quando ainda nem pensava em me casar, ela já cobrava: “Tem que casar pra me dar um bisnetinho…”

Veio a Laura. E foi comovente a forma como elas se amaram, desde a primeira vez que se viram. Olhos nos olhos. A experiência e o futuro.

Para mim, a foto das duas com os rostinhos colados será sempre emblemática. Pra não esquecer que essa vida é assim, uns chegam e outros partem.

O que de alguma forma me conforta é saber que minha avó descansou. Depois de viver tantas experiências, criar filhos e netos e ainda conhecer os bisnetos. Descansou, depois de labutar por anos a fio em uma fazenda, cuidando de um patrimônio que não era seu.

Descansou, depois de gerar 23 filhos, e embalar incansavelmente eles e muitos outros que viriam a ela.

Conversar com ela sempre foi um prazer pra mim. Tantas histórias, conselhos, crenças. Aquela rizadinha linda. Eu gostava de apalpá-la e perguntar “cadê a bundinha vovó?” Ela ria até, e ainda respondia “acabou minha fia”.

Ela também sempre, todas as vezes que me via, falava pra quem estava perto: “Essa daqui é minha cara. Quando era pequena dizia ‘eu pareço é com vovó'”… perdi as contas de quantas vezes ela disse isso.

Vovó Sinharinha descansou…. e nós ficamos com a saudade.

Jornalista que desde sempre ama livros, desenhos e vê o mundo de forma lúdica. Se sente completa por ser mãe da Laura e sua missão é fazer sua pequena feliz!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados *